Sobre a cidade de Arroio do Tigre

O animal que deu origem ao nome de Arroio do Tigre era, na verdade, uma onça abatida no século XIX na então colônia de sobradinho, às margens de um arroio. A onça estraçalhou vários animais domésticos até que um grupo de homens organizou uma tocaia para abatê-la. Como não conheciam o animal, julgaram que fosse um tigre e o local passou a ser chamado Arroio do Tigre.
A ocupação efetiva iniciou por volta de 1900, quando chegaram as primeiras famílias de origem germânica, procedentes de Santa Cruz do Sul e arredores. A estes somaram-se posteriormente os italianos e luso-brasileiros. Os colonos enfrentaram a mata e seus perigos, abriram picadas, construíram casas, ergueram as primeiras capelas que, em geral, também serviam de escolas.
Por volta de 1920, começou a tomar forma a Vila Tigre. Surgiram as primeiras casas comerciais, as igrejas Católica e Evangélica, depois o Hospital Santa Rosa de Lima e, em seguida, o Colégio Sagrado Coração de Jesus. Também em 1920, um grupo de colonos fundou a Cooperativa Agrícola Mista Cereja, ainda em atividade.
Até 1929 a Vila Tigre pertencia ao município de Soledade, passando então a fazer parte e ser o 3° Distrito de Sobradinho. A emancipação deu-se em 6 de novembro de 1963, tomando partes da área de Sobradinho, Soledade e Espumoso.

O município de Arroio do Tigre situa-se na região Centro-Serra e integra a Associação dos Municípios da Região Centro-Serra (AMCSERRA). Arroio do Tigre faz divisa ao Norte com o município de Estrela Velha, ao Sul com Sobradinho, ao Leste com Tunas e Segredo e ao Oeste com Ibarama. A altitude do município de Arroio do Tigre em sua sede é de 409 metros; Longitude -53º 05 s 07 min; Latitude -29º 20s 06 min.

 

bandeira-arroiodotigre

A Bandeira Municipal de Arroio do Tigre, de autoria do heraldista Prof. Arcinoé Antônio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista, será Esquartelada em faixa, sendo os quartéis de azul constituídos por três faixas brancas carregadas de sobre-faixas pretas, dispostas no sentido horizontal, que partem de um triângulo isósceles branco, firmado natralha, onde o Brasão Municipal é aplicado.

§ 1º – De conformidade com a tradição da heráldica portuguesa, da qual herdamos os cânones e regras, as bandeiras municipais podem ser oitavadas, sextavadas, esquarteladas ou terciadas, tendo por cores as mesmas constantes do campo do escudo e ostentando o centro ou na tralha uma figura geométrica onde o Brasão é aplicado.

§ 2º – O Brasão aplicado na Bandeira representa o Governo Municipal e o triangulo isósceles branco onde é contido representa a própria cidade – Sede do Município – o triângulo é símbolo heráldico da liberdade, igualdade e fraternidade e a cor branca simboliza a paz, amizade trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade. As faixas brancas carregadas de sobre-faixas pretas que partindo do triângulo da tualha esquartelam a Bandeira, representam a irradiação do Poder Municipal que se expande a todos os esquadrantes de seu território – a cor preta é símbolo de autoridade, prudência, sabedoria, moderação, firmeza de caráter. Os quartéis de azul, constituídas, representam as propriedades rurais existentes no território municipal, o azul é símbolo de justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade.

O Brasão
brasao-arroiodotigre

O Brasão de Armas de Arroio do Tigre, de autoria do Heraldista Prof. Arcinoé Antonio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista, é descrito em terras próprias de Heráldica da seguinte forma:

Escudo Saumítrico encimado pela coroa mural de seis torres de argente. Em campo de argente, posta em abíscuo, uma Bíblia sable timbrada de argente. Ao termo, um aguado de Blau ondeado de argente, tendo passante uma onça pintada do natural. Com suporte do escudo, adestra e sinistra, hastes de trigo e fumo ao natural, entrecruzadas em ponta sobre as quais se sobrepõe um listel de blau contendo em letras Argentinas do topônimo – Arroio do Tigre, tendo firmadas no mesmo torres de transmissão de força, satéle.

§ Único – o Brasão descrito neste artigo em termos próprios de Heráldica, tem a seguinte interpretação simbólica:

a) o escudo saumítrico, usado para representar o Brasão de Armas de Arroio do Tigre, foi o primeiro estilo de escudo introduzido em Portugal, por influência Francesa, herdado pela Heráldica Brasileira, como evocativo da raça colonizadora e principal formadora de nossa nacionalidade;

b) a coroa mural que o sobrepõe é o símbolo universal dos brasões de domínios que, sendo de argente (prata), de seis torres, das quais apenas quatro são visíveis em perspectiva no desenho, classifica a cidade representada na terceira grandeza, ou seja, sede do Município;

c) o metal argente (prata) do campo do escudo, é símbolo de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade;

d) em abíscuo (centro ou coração do escudo) a Bíblia de sable (preto), lembra o espírito cristão do povo de Arroio do Tigre, lembrando o fato da existência do Municipio de um exemplar deste livro sagrado, com mais de 400 anos de existência e pesando 6,5 k, com uma espessura de 0,39 cm que segundo os entendido é a maior Bíblia existente no Brasil;

e) a cor sable (preto) é símbolo de austeridade, prudência, sabedoria, moderação, firmeza de caráter;

f) ao termo ( parte inferior do escudo) o aguado de blau (azul) e ornado de argente (prata), tendo passante uma onça pintada ao natural, era a se constituir no parlantismo do escudo, lembrando o topônimo da cidade “Arroio do Tigre” tido em função das caçadas desse animal apelidado “tigre” que abundava às margens do arroio, onde hoje ergue-se a cidade;

g) nos ornamento exteriores, o trigo e o fumo representadas apontam os principais produtos oriundos da terra dadivosa e fértil, esteios da economia municipal e as torres de transmissão de força, lembram a Usina de Itaúba, localizada dentro do Território Municipal, considerada a maior Hidroelétrica do Sul do País;

h) no listel de blau (azul) em letras Argentinas (prateadas) inscreve-se o topônimo identificador “Arroio do Tigre”, tendo dos lados a inscrição 22-03-1964, que significa a data de instalação do Município.

O Hino

Hino Municipal de Arroio do Tigre

Música:: Alda Goettems dos Santos

Letra: Alda Goettems dos Santos

Imigrantes chegaram com garra

com coragem e com muito labor

Enfrentando perigos constantes,

mas sempre adiante pra recomeçar

Na esperança de erguer mundo novo

bravura de um povo formando seu lar.

Lealdade, humildade

São virtudes que o povo adotou.

Liberdade, dignidade

Toda benção de Deus já

Alemães, portugueses, italianos

Precursores de um mesmo ideal

Com sua força mostraram aguerridos

Com graça e atrevidos e com muita luz

E aparece o Arroio do Tigre no centro

do nosso Rio Grande do Sul.

Lealdade, humildade…

Resplandece na nossa bandeira

as culturas que um povo traduz

O selvagem no pano aparece

bem junto da bíblia no seu fundo azul

São as forças maiores de um povo ,

Humilde, garboso de glórias reluz.

Lealdade, humildade…